Estúdio Vida Pilates
Questões, sugestões, elogios e reclamações? Fale Conosco:

Pilates previne e trata a perda de urina involuntária

Incontinência urinária é beneficiada pelo reforço obtido com Pilates
girl-97433_1280

Pilates previne e trata a perda de urina involuntária

0 Flares 0 Flares ×

A incontinência urinária  é a perda involuntária de urina pela uretra, sendo mais frequente em mulheres e podendo ser apresentada tanto por mulheres jovens quanto em mulheres mais velhas.

Essa suscetibilidade ocorre pela anatomia, pela natureza do corpo feminino, a qual abrange no assoalho pélvico: a uretra, a vagina e o reto.

 

O que é assoalho pélvico?

Assoalho pélvico é um conjunto de treze músculos, fáscias e ligamentos, que formam uma rede entre os ossos do púbis e o cóccix, dando sustentação aos órgãos localizados na cavidade pélvica: bexiga, reto, órgãos reprodutivos femininos e próstata.

Os músculos do assoalho pélvico são formados por uma camada superficial, também conhecida como períneo, e uma camada mais profunda.

Esses músculos são responsáveis pelo controle voluntário dos esfíncteres anal e urinários, auxiliando no continência urinária e fecal, e circundam a vagina,  exercendo papel importante nas funções sexuais.

 

O que ocorre quando há alteração nos músculos do assoalho pélvico?

Uma disfunção desses músculos pode causar: incontinência de flatus (soltar gases involuntariamente), incontinência urinária e fecal (perda involuntária de urina e fezes), dor durante a relação sexual e/ou contração involuntária do assoalho pélvico impedindo ou dificultando a penetração, algias pélvicas, prolapso da bexiga (bexiga caída), ejaculação precoce, disfunção erétil.

No caso da incontinência urinária, os escapes da urina acontecem por fraqueza ou frouxidão desses músculos ou por terem sofrido algum tipo de lesão ou apresentam hiperatividade.

 

O que causa  distúrbio no assoalho pélvico?

Dentre os principais fatores causadores das disfunções do assoalho pélvico e consequente incontinência urinária estão: sedentarismo, envelhecimento, procedimento cirúrgico, obesidade, parto, gestação, menopausa, bexigas hiperativas, tumores benignos ou malignos.

 

Como tratar a incontinência urinária no Pilates?

No método Pilates existem muitos exercícios que contribuem para o fortalecimento da musculatura de assoalho pélvico e que podem associar o trabalho desse grupo muscular, agindo tanto na prevenção como no tratamento da incontinência urinária.

Muitas vezes as pessoas desconhecem que tais músculos podem ser fortalecidos e apresentam dificuldade em acionar a contração correta dessa musculatura.

Normalmente, ao solicitar a contração dos músculos do assoalho pélvico, há a contração de outros grupos musculares como glúteos, abdominais e/ou músculos das coxas.

O método Pilates ainda proporciona reforço nos músculos abdominais profundos e contribui para uma melhor consciência corporal e reforço corporal global.

 

Se você tem apresentado perda de urina involuntariamente, saiba que essa situação não é normal e procure ajuda.

É importante não “aceitar” como parte da rotina essas perdas de urina, uma vez que esse quadro tende a se agravar e, com isso, diminuindo a qualidade de vida e a autoestima.

 

Pratique Pilates e surpreenda-se com os inúmeros benefícios dessa prática.

 

Viva melhor com Pilates.

 

AGENDE SUA AULA EXPERIMENTAL DE PILATES:

3333 7780

98134 4040

 

 

LAUREN DE SOUZA OLIVEIRA

Fisioterapeuta

Especialista em Cinesiologia/ Ciências do Movimento Humano- UFRGS

Mestre em Fisiologia- UFRGS

 

 

ABOUT AUTHOR

Nenhum comentário

0 Flares Facebook 0 0 Flares ×